Experimento para despertar o pensamento científico e curioso

Turma 61 analisa substâncias e misturas de forma divertida

Nas aulas de ciências, a turma 61 tem estudado os aspectos relacionados às substâncias e às misturas, pontos de fusão e ebulição, densidade, classificação de misturas (em homogêneas e heterogêneas) e métodos de separação de componentes de uma mistura.

Na aula do dia 22/04, foi introduzido o conceito de transformação química e algumas formas de identificar a ocorrência desses fenômenos. “A demonstração do comportamento das substâncias possibilita à turma reforçar os conceitos de mistura e de substância, além de exercitar os métodos de separação de sistemas heterogêneos, de uma maneira divertida”, explica a professora de Ciências, Priscila Kirsten.

Atividades digitais lúdicas garantem o reforço escolar

Projeto reúne jogos, objetos digitais e intervenção pedagógica ativa para a aprendizagem

Para garantir a aprendizagem efetiva e preencher possíveis lacunas, a Escola desenvolve com alunos do Ensino Fundamental (1º ao 6º ano) o Projeto Reforçando. Na última semana, os alunos do 5º ano, utilizaram Objetos Educacionais Digitais (OEDs) para desenvolver algumas habilidades previstas no Projeto. O OEDs são materiais lúdicos, como jogos, vídeos, áudios, PPTs, que acompanham algumas obras didáticas presentes no Plurall, a nossa plataforma de aulas digitais.

Assim, o Projeto Reforçando maximiza o aproveitamento do aluno nas atividades domiciliares e facilita o processo de organização, aprendizagem e concentração, além de despertar o interesse em aprender. “Com certeza, os alunos adoram esses desafios da Era Digital”, conclui a professora Cristiane Montanha.

Dentro do Programa Nexo: ensino híbrido com responsabilidade, a Escola desenvolve três projetos de Intervenção Pedagógica Ativa: Reforçando, Trilhas e Acelera Alfabetização. A Intervenção Pedagógica Ativa tem como finalidade garantir a aprendizagem plena dos estudantes.

Calçada limpa, Escola feliz

A subprefeitura Sudeste realizou a remoção de restos de árvore da calçada da Escola na manhã de segunda, dia 26/04. Os entulhos foram abandonados na nossa calçada pela companhia de energia elétrica que realizou podas de árvores na rua Iraí.

Somos gratos à subprefeita Neuza Rufatto e sua equipe por atenderem rapidamente ao nosso chamado. A ajuda e a parceria deixou o nosso dia mais fácil e feliz.

Aluno e professor, preparem-se para as Olimpíadas de Matemática

Nossa escola está inscrita na maior olimpíada digital de matemática do mundo, a Olímpiada Matific, que acontece na próxima semana, nos dias 29 e 30/04. O evento reúne escolas de todo o Brasil. O historiador e professor Leandro Karnal e o comunicador Marcelo Tas serão embaixadores da competição em 2021.

Desde o ano passado, além do investimento na formação dos nossos professores, temos buscado entre os parceiros alternativas que insiram a tecnologia de forma efetiva na aprendizagem dos nossos alunos. “É um orgulho participar da Olimpíada Matific este ano. Começamos a ver os primeiros resultados desse trabalho”, completa a diretora Maria Karina Ferraretto.

O conhecimento matemático é essencial para a vida em sociedade. Atividades simples como ir ao supermercado, ou mesmo cozinhar, são melhor realizadas quanto melhor forem nossas habilidades matemáticas. O Matific é uma relação de atividades online de matemática que ensina aos alunos a solução de problemas e o pensamento crítico por meio da descoberta. O sistema usa jogos para incentivar os alunos a aprender através da descoberta.

Fique ligado! Período de aquecimento

Nos dias 26, 27 e 28/04, acontece período de Aquecimento, todos os alunos podem realizar as atividades de treinamento para a grande competição. Para acessar, basta entrar no Plurall e clicar na área Matific. Desde já os alunos podem acessar o Matific, no Plurall e testar os jogos disponíveis.

A competição e os prêmios

A grande competição acontece nos dias 29 e 30/04. Participam todos os alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental. Alunos, professores, turmas e escolas concorrem a prêmios em dinheiro, computadores e medalhas.

Informações sobre a premiação e o cálculo dos vencedores você confere no site da Matific: aqui.

Pré A recebe o Macaco Kiko

Trabalho lúdico é essencial ao 4 anos

Volta e meia a turminha do Pré A recebe um visitante ilustre. Quando o Macaco Kiko visitou a aula, os pequenos ofereceram frutas para ele comer. Ele ficou com a barriga cheia de banana, maçã e laranja. Depois, todos foram juntos encontrar o mundo dos números. Que aventura mais incrível!

É dessa forma lúdica que a professora Cione apresenta o trabalho com o Pré A. “Com essa proposta, as crianças se divertem, enquanto aprendem a identificar e nomear os números de 1 a 10, estabelecem relações de quantidade e ainda exercitam as percepções visuais, auditivas e sensório-motora”, explica.

Alunos do 5º ano constroem um vulcão

Experiência sobre a Crosta Terrestre reúne conceitos de geografia e ciências

Depois da aprender toda a teoria, a turma 51, com orientação da professora Cristiane, partiu para o que eles mais gostam: colocar a mão na massa!

Para realizar o experimento chamado “Construindo um vulcão”, quem pode, foi para o pátio. Quem não conseguiu, arrumou um cantinho dentro de casa mesmo.

O objetivo foi aprender com o experimento que utiliza uma reação química entre o ácido acético do vinagre e o bicarbonato de sódio. A reação libera um gás carbônico que é responsável pelo aspecto de erupção, embora sem gerar energia suficiente para aquecer a “lava”. “O resultado esperado que é os aluno visualizem uma erupção real e o resultado de forças geológicas que costumam expelir magma, gases e cinzas em elevadíssimos temperaturas, liberando energia também sobre a forma de tremores e sons”, explica a profe Cristiane.


Quer tentar também?

Para fazer o experimento em casa você precisa:

  • 1 base (prato grande, bacia, tábua de madeira etc.).
  • 1 colher
  • 1 garrafa de plástico (500 ml ou 1 litro)
  • Material suficiente para cobrir a garrafa (areia, terra, argila, jornal molhado etc.)
  • Bicarbonato de sódio
  • Corante vermelho p/ alimentos ou tinha guache vermelha (laranja ou marrom também servem)
  • 1 copo de vinagre (300 ml)

Montagem: 

  • Coloque a garrafa sobre a base escolhida.
  • Molde o vulcão sobre a garrafa deixando apenas o gargalo aberto. Use o material escolhido por você (areia, terra, argila, jornal molhado etc.). Lembre-se que o vulcão tem formato de cone.
  • Coloque algumas colheres de bicarbonato dentro da garrafa que já está dentro do vulcão.
  • Em um copo grande, misture o vinagre e a tinta.
  • Vá colocando aos poucos a mistura dentro do no vulcão.

Prepare-se para as reações!

“De onde vem os sentimentos” é tema multidisciplinar do 1º ano

Hora do Conto, brincadeiras em aula e atividades práticas completaram a semana

Os sentimentos e os sentidos foram os temas multidisciplinares trabalhados essa semana com o 1º ano. Com a hora do conto “De onde vem os sentimentos”, a professora Gabrielle incentivou os alunos a pensar sobre seus sentimentos e a compartilhar com os colegas. Brincando, falaram sobre amor, simpatia, alegria, tristeza, medo… Depois, reforçaram o debate transformando suas ideias em lindos desenhos.

Os sentidos (paladar, olfato, tato, audição e visão) foram trabalhados através de atividades práticas. Um a um, os alunos foram convidados a vendar os olhos e testar o cheiro de diferentes alimentos – dividindo-os entre bons e ruins. Essa atividade estimula o olfato, a visão e o paladar. Foi pura diversão!

As atividades envolvem as disciplinas de português, ciências, história, geografia e o Programa Líder em Mim.

Como surgiu o uso do material dourado em sala de aula?

O 2º ano começou a usar o Material Dourado nas aulas de matemática.

Junto com professora Eliane Rossi, o 2º ano iniciou o trabalho com o material dourado ao longo do mês de abril. Sabe aqueles quadradinhos de madeira que todo mundo fica dizendo que parecem bloquinhos de montar? Pois bem, na sala de aula ele serve para desenvolver diferentes habilidades matemáticas, além de auxiliar o aluno a demonstrar habilidades básicas de leitura e escrita.  

E de onde saiu essa ideia?

O material dourado foi desenvolvido pela médica e pedagoga Maria Montessori, criadora do Método Montessori ou “Montessoriano”, que é caracterizado por uma ênfase na autonomia, liberdade com limites e respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas da criança. Muitos dos materiais pedagógicos usados nas salas de aula atuais têm sua origem no trabalho de Montessori, mesmo que, às vezes, a gente não perceba essa influência. A ideia de que os móveis da Educação Infantil devem ser adequados ao tamanho das crianças, por exemplo, tem sua origem na escola montessoriana e, além de ser amplamente usada hoje, é também uma exigência legal. Legal, né?!

Você sabe dizer qual é a importância do Dia da Água?

Água é vida. Não importa aonde vamos e o que fazemos. A água nos acompanha em todos os momentos. Às vezes, esquecemos dela, às vezes não lhe damos o devido crédito, mas a verdade é que a nossa existência e a de todos os seres vivos na Terra dependem da água. Estima-se que 70% do planeta seja formado por água e apenas 3% dessa água é doce, ou seja, uma parte muito pequena destina-se ao consumo. Imagina o que pode acontecer se a gente não cuidar desse recurso?!

Para a Organização das Nações Unidas, “sem o gerenciamento adequado dos recursos hídricos, a humanidade poderia cair em uma crise sem precedentes” – tema que ninguém quer ouvir falar em tempos de Covid-19. Mas a verdade é que o manejo adequado da água pode evitar fome, epidemias e até instabilidade política. Por isso, a ONU criou o Dia Internacional da Água e reconheceu a água e o saneamento como direitos humanos. Ter ou não água impacta a saúde, a dignidade e a prosperidade de bilhões de pessoas ao redor do globo.

Quais são os direitos da água e o que eles significam?

  1. Ter direito à água significa ter acesso suficiente, seguro, aceitável e física e financeiramente acessível para uso pessoal e doméstico.
  2. Ter direito à saneamento significa ter acesso físico e financeiro ao saneamento básico, em todas as esferas da vida, o que garante segurança, higiene, proteção e aceitação social e cultural e que promove privacidade e garante dignidade a vida humana.

Entenda o que essas palavras significam

Suficiente: a água fornecida para cada pessoa deve ser suficiente e contínua para uso pessoal e doméstico, o que inclui os usos comuns como beber, higienizar-se, lavar roupas, preparar alimentos e para higiene doméstica.

Segura: a água para uso pessoal ou doméstico dever ser segura, livre de micro-organismos, substâncias químicas ou radioativas, nocivas à saúde.

Aceitável: a água deve ter cor, odor e gosto aceitáveis para uso pessoal e doméstico. Todas as instalações e serviços de água devem ser culturalmente apropriados e sensíveis aos requisitos de gênero, ciclo de vida e privacidade.

Fisicamente acessível: Todos têm direito a um serviço de água e saneamento que seja fisicamente acessível dentro ou nas imediações da residência, instituição educacional, local de trabalho ou instituição de saúde.

Financeiramente acessível: a água e as instalações e serviços de água devem ser acessíveis a todos.

Declaração Universal dos Direitos da Água

Em 1992, o Brasil sediou a Rio-92, a Conferência das Nações Unidas para Meio Ambiente, onde 178 países enviaram representantes para debater questões como proteção das águas, preservação das florestas e equilíbrio ecológico entre outros temas. Naquele momento, foi publicada a Declaração Universal dos Direitos da Água. Leia abaixo o que diz o texto:

A presente Declaração Universal dos Direitos da Água (1992/Rio de Janeiro) foi proclamada tendo como objetivo atingir todos os indivíduos, todos os povos e todas as nações, para que todos os homens, tendo esta Declaração constantemente no espírito, se esforcem, através da educação e do ensino, em desenvolver o respeito aos direitos e obrigações anunciados e assomam, com medidas progressivas de ordem nacional e internacional, o seu reconhecimento e a sua aplicação efetiva.

Art. 1º – A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.

Art. 2º – A água é a seiva do nosso planeta. Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º – Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.

Art. 4º – O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º – A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.

Art. 6º – A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º – A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.

Art. 8º – A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º – A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.

Art. 10º – O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Fonte:

ONU (https://www.unwater.org/water-facts/human-rights/)

Escola completa 61 anos e temos muito a relembrar

Blog da Diretora – por Maria Karina Ferraretto

É com muita satisfação que inicio o Blog da Diretora, um novo espaço de comunicação no nosso site, em uma data tão especial. Hoje a Escola São José completa mais um ano de existência, e que ano! São 61 anos e muitas histórias para relembrar e agradecer. Nenhum ano, tenho certeza, se compara ao último. Foram tantas emoções! – como diria um poeta. E nada acabou – como diria outro. 

Há exatamente um ano organizei, junto com o pessoal da secretaria, da limpeza e da portaria, toda a escola para o fechamento das atividades presenciais. Naquele momento, tinha a certeza de que era o correto a ser feito, mas não fazia ideia do que estava por vir. Até quando? É difícil festejar hoje o aniversário da escola, sem refletir sobre um ano de pandemia. Mesmo assim, eu sei que posso agradecer a cada profissional da nossa escola que vem dando o seu melhor, para que a caminhada siga em frente. Posso reconhecer a parceria das famílias que nos recebem com carinho e respeito dentro de suas casas todos os dias. Posso me solidarizar com as angústias, as dores e o sofrimento que todos os lares estão enfrentando hoje. E posso me alegrar com a certeza do papel que a Escola São José representa na vida de cada um que faz parte dessa história. 

Meu desejo é que em cada aula virtual que se abre, em cada vídeo que se projeta ou em cada tela que se compartilha levemos luz a todas as famílias. Que em cada aula preparada com amor, em cada trabalho escolhido com carinho e em cada pequeno gesto do dia a dia, consigamos compartilhar gratidão e respeito. Que no momento certo possamos nos abraçar e nos felicitar por todas as nossas conquistas. É com essa grande mistura de sentimentos, alguns muito bons, alguns muito difíceis, mas todos inevitáveis e humanos, que celebramos hoje os nossos 61 anos. 

Feliz Aniversário, Escola querida! 

Um grande abraço a todos.

Maria Karina Ferraretto

Diretora

* O Blog da Diretora é uma coluna quinzenal escrita pela nossa diretora Maria Karina Ferraretto e se destina ao compartilhamento de pensamentos e análises sobre o projeto pedagógica da Escola São José e o meio educacional.

NOVAS AÇÕES MARCAM A SEMANA DA ESCOLA

Essa semana é marcada por duas datas muito queridas: o Dia da Escola (15 de março) e o Aniversário da Escola São José. É por isso que essa é a SEMANA DA ESCOLA e nós vamos aproveitar para celebrar essas datas mostrando um pouquinho do que faz a nossa escola acontecer.

A Escola tem um papel essencial na vida das pessoas, e seu impacto vai além da sala de aula: a escola não é apenas um local de formação acadêmica, mas também pessoal, profissional e cidadã. “A escola tem papel fundamental no desenvolvimento e aprendizado de cada um de nós. De fato, ela é o primeiro local de convivência social fora do âmbito familiar e proporciona um espaço onde crianças e adolescentes vão aprender a dividir, a escutar, a se manifestar e a formar seus próprios valores”, avalia a diretora Maria Karina.

Celebramos a SEMANA DA ESCOLA para que possamos reconhecer a importância da instituição na formação de cada um. Somos uma comunidade e a ação de cada personagem importa no desenvolvimento e formação dos alunos. Por isso, além de ser onde o ensino e o aprendizado acontecem, é também um lugar de integração. Seja presencial ou remoto, “escola é lugar de encontros”.

História da Escola São José

A Escola São José foi fundada há 61 anos, pela professora Maria Oliveira de Araujo. Quando a professora Maria veio de Dom Pedrito para Canoas, ela precisava ajudar na renda da família. Da necessidade surgiu a ideia de se dedicar ao magistério. Ainda em 1958, ela começou a lecionar no bairro Niterói, em Canoas, para quatro crianças, filhos de seus conterrâneos pedritenses. Dois anos mais tarde, em 1960, seria fundada a Escola São José.

Muitas famílias acabam retornando para a escola, escolhendo-a para a educação de seus filhos, netos e até bisnetos, daí o lema “educando gerações”. Em seis décadas de atuação junto à comunidade canoense, a Escola foi crescendo e inovando. O casarão de madeira original deu lugar a novas salas de aula, biblioteca, laboratório de informática, quadra de esportes e sala de atividades.

Em 2001, a professora Maria passou o controle da escola para a sua sobrinha Maria Cristina Araujo. Nos anos seguintes, muitas novidades tomaram forma: Biblioteca, Sala de Informática, palco para apresentações, quadra esportiva coberta, pracinha, refeitório, salas de atendimento, sala de atividades múltiplas etc. Em 2021, acompanhando o movimento do Ensino Híbrido, a escola investiu na renovação das salas de aula, com quadros brancos magnéticos, Internet e equipamento multimídia.

Ações de Comunicação

A SEMANA DA ESCOLA marca o início de duas ações de comunicação que farão parte da nossa rotina escolar em 2021:

1) Nossa escola tem nome. Toda semana vamos homenagear um colaborador da nossa escola, reconhecendo o seu trabalho e sua importância para a nossa comunidade. A estreia dessa série começa com o secretário Saimon Damian. Ele começou a trabalhar na escola como estagiário e depois foi auxiliar de secretaria. Em 2020, assumiu a função de secretário. Desde o início das atividades remotas, o Saimon também ajuda todo mundo com os novos sistemas digitais. Ele cursou magistério e, além de tudo que ele realiza no trabalho, ainda encontra tempo para levar adiante o curso de pedagogia.

2) Blog da Diretora. Em um novo espaço aqui no nosso site, a diretora Maria Karina Ferraretto irá publicar artigos e comentários sobre a área da Educação e o trabalho pedagógico na Escola São José no Blog da Diretora. “O objetivo é divulgar para a família de forma bastante clara as concepções e ideias que envolvem a proposta pedagógica e os projetos desenvolvidos pela instituição. Vamos falar sobre a nossa forma de pensar a Educação”, explica Maria Karina. A nossa diretora é mãe da Antônia e adora realizar trabalhos que exercitem a criatividade. Estudar é um de seus grandes prazeres na vida. Ela é formada em História e em Jornalismo. Tem mestrado na área de História do Brasil e está terminando as especializações em Gestão Escolar e em Supervisão e Coordenação Pedagógica. Ficou curioso?

Decisão judicial suspende aulas presenciais a partir de hoje

COMUNICADO 04/2021. As aulas presenciais da Educação Infantil e de 1º e 2º anos do Ensino Fundamental passam a funcionar na modalidade remota a partir de amanhã, 02/03. Uma decisão liminar do Tribunal de Justiça do RS suspende as aulas presenciais em todas as escolas públicas e privadas do Rio Grande do Sul.

No dia de hoje, acolheremos os alunos cujas famílias não tiveram tempo hábil de se reorganizar, uma vez que a decisão foi divulgada no final da noite de domingo. Em respeito à nova decisão judicial, pedimos que os alunos já não venham à escola na tarde de hoje.

Ficam suspensas todas as atividades presenciais da Educação Infantil, Turno e 1º e 2º anos. A princípio, a decisão judicial vale enquanto estiver vigente a bandeira preta no sistema de distanciamento controlado. Pedimos que as famílias fiquem atentas aos comunicados no site da escola, pois as regras em vigor estão sendo alteradas dia a dia e já existem questionamentos legais sobre esta última decisão.  

ATENDIMENTO NA SECRETARIA COM HORA MARCADA

Em razão dos protocolos de bandeira preta está restrito o acesso à secretaria escolar. O plantão na secretaria funcionará apenas com agendamento prévio e para assuntos estritamente necessários e que não possam ser esclarecidos por telefone ou videochamada.

PARCERIA E COLABORAÇÃO É FUNDAMENTAL

Pedimos a colaboração de todos neste momento. Entendemos que é nosso dever cooperar com as autoridades, seguindo sempre as regras em vigor. É nosso desejo que a situação crítica em que se encontra a saúde no nosso estado se reverta o mais breve possível.

Por favor, sigam as regras de distanciamento. Quem puder, não saia de casa, nem receba visitas. Use sempre máscara. Vida e saúde para todos!

#ESJpelavalorizaçãodavida

Maria Karina Ferraretto

Diretora (01/03/2021)



Aulas presenciais liberadas para Ed. Infantil e 1º e 2º ano do Ensino Fundamental

Comunicado 02/2021. Devido à mudança de posição do Governo do Estado e da Prefeitura de Canoas quanto aos protocolos a serem seguidos no sistema de bandeiras na noite de hoje, informamos que se tornou novamente possível retomar as atividades presenciais (em modelo híbrido) previstas para esta semana. A Educação Infantil reabre amanhã, 23/02, em horário normal, das 7h às 19h, conforme horário contratado. Na parte da tarde, a atividades já acontecem com as professoras regentes. As turmas de 1º e 2º ano do Ensino Fundamental terão atividades presenciais a partir de quarta-feira, dia 24/02.

Amanhã, ao longo do dia, enviaremos novo comunicado com mais informações sobre as atividades presenciais e reorientações de aula para todos os alunos. Em caso de dúvidas sobre o funcionamento das atividades, entre em contato pelos telefones 3475.2478 ou 99725.5549, das 8h às 11h30 e das 13h às 17h. Lembramos que atendimento presencial para as famílias acontece apenas em caso de necessidade e com agendamento prévio devido as medidas de contingência.

Agradecemos a compreensão de todos com as mudanças de curso ocorridas nos últimos dias. É a agilidade e a reflexão que o momento nos exige. Nossa escola está preparada para receber os estudantes, cumprindo rigorosamente todos os protocolos sanitários.

Reafirmamos que a base do relacionamento desenvolvido entre a Escola São José e as Famílias é uma relação de confiança mútua, pois educar é a nossa inspiração.

Um abraço a todas as famílias.

Maria Karina Ferraretto

Diretora

Bandeira preta em Canoas determina o retorno remoto para todos os alunos

COMUNICADO 01/2021

Atendendo à determinação do Governo do Estado de suspender as aulas presenciais em municípios com bandeira preta, comunicamos aos alunos e seus responsáveis que o início do ano letivo acontecerá em modelo remoto para todas as turmas.

Entendemos que os alunos precisam do convívio escolar, e a nossa escola está preparada para recebê-los presencialmente com segurança, com uso de equipamentos de proteção e protocolos de saúde. Entretanto, é preciso seguir a recomendação dos órgãos de saúde, neste momento. Lamentamos não poder voltar presencialmente como o planejado, mas vamos seguir as regras. Pedimos que cada um também faça sua parte, evitando aglomerações, ficando em casa sempre que possível e tomando todas as medidas de higiene para que em breve possamos estar todos juntos presencialmente.

Segue abaixo a nossa programação inicial para organização da família de 22/02 até 05/03:

Secretaria

A secretaria se manterá com horário normal de atendimento por telefone (das 8h às 12h e das 13h às 17h, diariamente). Atendimentos presenciais acontecerão apenas com agendamento prévio através de contato telefônico ou e-mail. Não será permitida a entrada de mais de um familiar no ambiente escolar.

Ensino Fundamental

Fica mantido o início das aulas no dia 22/02, segunda-feira, em horário integral, com horário de intervalo.

Horários:

Turno da manhã: das 7h45 às 11h45

Turno da tarde: das 13h às 17h.

Calendário: do dia 22/02 até 05/03, as aulas acontecerão na modalidade remota para todas as turmas. Nestas duas semanas, serão realizadas atividades diagnósticas.

Plataforma virtual: as aulas remotas acontecem através da plataforma Plurall. Os alunos devem acessar a plataforma no horário de aula. Alunos novos já receberam por e-mail o login. Alunos rematriculados utilizam a mesma senha de acesso. Caso tenha esquecido a senha ou tenha alguma dificuldade, solicite suporte através do e-mail escolasaojose.secretaria@gmail.com.

Educação Infantil

Fica mantido o início das aulas no dia 23/02, terça-feira, em horário diferenciado e conduzido pelas professoras regentes.

Maternal: atividades duas vezes da semana, terça e quinta, 1 hora por dia. Primeira aula dia 23/02, às 13h.

Pré A e B: atividades diárias, três horas por dia, com intervalo. Primeira aula dia 23/02, às 13h.

Plataforma virtual: as aulas remotas acontecem através da plataforma Plurall. Os alunos devem acessar a plataforma no horário de aula. Alunos novos já receberam por e-mail o login. Alunos rematriculados utilizam a mesma senha de acesso. Caso tenha esquecido a senha ou tenha alguma dificuldade, solicite suporte através do e-mail escolasaojose.secretaria@gmail.com.

Reafirmamos que a base do relacionamento desenvolvido entre a Escola São José e as Famílias é uma relação de confiança mútua, pois educar é a nossa inspiração.

Agradeço a compreensão de todos.

Maria Karina Ferraretto

Diretora